Eis-me aqui – Arley Humberto

A escola da maternidade
4 de agosto de 2018
Eis-me aqui – Suzana Marques
14 de agosto de 2018

Arley Humberto (@arleyhumberto) é um dos membros de fundação de nossa comunidade. Leia abaixo o relato de seu chamado vocacional e de sua alegria de se sentir chamado pelo Senhor.

 

Eu sou Arley Humberto, sou Anawin na Comunidade Filhos de Maria na expressão de vida. Eu encontrei o meu lugar no mundo quando tive a coragem de me abrir para o grito que o Senhor colocava em meu coração.

Minha família sempre foi muito religiosa, de missa semanal e participação ativa em pastorais. Muito cedo, me vi envolvido com as coisas da Igreja, mas em algum momento na minha adolescência me deixei levar pelas facilidade de uma vida sem muito compromisso. Na verdade, aquilo que dizia respeito às coisa da fé se tornaram mero cumprimento de obrigações.

Mas o Senhor, conhecedor do meu coração, não me deixou fugir por muito tempo. Frequentando ao EAC (Encontro de Adolescentes com Cristo) fui me deixando, novamente, ser envolvido pela alegria de viver para Ele, de ter um real sentido no meu caminhar.

Ali, eu fui me reaproximando do Senhor, me encantando por aquilo que não passa e querendo me entregar mais e mais a Ele. Foi na preparação para um encontro do EAC que conheci a Renovação Carismática e tive o meu batismo no Espírito Santo.

Após esse momento o desejo de estar com o Senhor, de buscar as coisas do Alto foi aumentando até que eu tive a oportunidade de conhecer o Grupo de Oração Filhos de Maria (hoje, Noite de Louvor Filhos de Maria) e ali eu achei o meu lugar.

A experiência feita naquelas reuniões de domingo à tarde davam nova cor ao meu final de semana e foi, aos poucos, mudando os meus planos que de grandes realizações profissionais foram se tornando mais um desejo ardente de me aproximar mais de Cristo e dos seus planos. Neste momento uma grande amiga me apresentou um livro que continha as revelações de Nossa Senhora de Medjugorje.

As propostas que trazia no final daquele livro me encantaram. Era um desafio novo, uma nova proposta de vida: missa diária, confissão quinzenal, oração diária do terço, jejum e penitência semanal. Isso tudo me enchia e com esses atos veio também um redescobrir a Sagrada Escritura, que agora já fazia parte do meu dia a dia.

No início de 1998, fiz o seminário de dons no Espírito Santo e a experiência de oração. Ingressei também no grupo que era a perseverança do núcleo do Grupo de Oração, como um preparativo para ingressar no núcleo, o que ocorreu no final de Julho daquele mesmo ano, poucos dias antes do I Maranathá.

Este encontro foi um ponto marcante da minha história, porque ali tive a certeza de que queria consumir a minha vida para servir ao Senhor. O desejo de ser todo Dele, de viver para amá-Lo e torná-Lo Amado crescia a cada dia.

A vontade de ser Dele era tanto que não pensei duas vezes quando veio a proposta de iniciarmos a Comunidade Filhos de Maria. Havia entendido que a minha vida seria um vazio se não fosse em uma entrega total. Os meus planos anteriores, aquilo com que eu buscava preencher o meu ser, agora não faziam mais sentido. Se não fosse com Cristo, por Ele e Nele, tudo soava vazio e sem sentido. Entendia que na minha vida havia um sonho de Deus e que agora eu também fazia desse sonho o meu.

 

A Noite de Louvor Filhos de Maria em Montes Claros/MG

acontece toda quarta às 19H na Casa Mãe de Misericórdia

(Rua Sílvia Teixeira, 195, Jardim Panorama).

.

Em Paripiranga/BA,

toda sexta-feira às 19H na Igreja Nossa Senhora do Patrocínio

(Praça Rui Barbosa, 33, Centro).

.

E em Quixadá/CE,

quarta-feira a partir das 19H.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *